Ello Seleção

"26 Anos de Profissionalismo a Serviço dos Talentos Humanos"

SÃO PAULO              (11) 3258-0725

RIO DE JANEIRO      (21) 2210-1234

ENTREVISTAS DE EMPREGO

 

> UM GUIA PARA SE DAR BEM NAS ENTREVISTAS


Durante uma entrevista de emprego não é só a competência profissional dos candidatos que está sendo avaliada. O entrevistador tenta ler praticamente todos os sinais do entrevistado. Por isso, falar bem e jamais mentir durante um processo de seleção são pontos muito importantes. Mas várias informações não-verbais também são observadas e podem definir uma contratação.

 

É durante a entrevista que o recrutador tem a oportunidade de avaliar o conteúdo do discurso e um conjunto de informações não-verbais

utilizadas como critérios de avaliação, como postura, linguagem corporal, apresentação pessoal, fluência verbal, motivação e interesse pela vaga.

Outro item de peso nos processos seletivos é a língua portuguesa. O idioma bem falado e bem escrito é considerado positivo pelos recrutadores. Infelizmente existem pessoas graduadas e bem qualificadas que cometem deslizes que podem comprometer todo o processo seletivo por conta dos erros de português e vícios de linguagem.

O gerundismo também desperta a antipatia do entrevistador. As empresas pedem português impecável.

Outra coisa que prejudica o sucesso em uma entrevista é a pessoa mal vestida.

Na hora de fazer seu marketing pessoal, ou seja, resgatar os bons momentos da carreira, falar das qualidades, aptidões, demonstrar o grau de interesse pela vaga, é muito importante ter humildade. Quem acha que já sabe tudo não se desenvolve. E pensar dessa forma pode colocar a oportunidade em risco.

Há momentos adequados para acrescentar uma informação positiva, pois fazê-lo constantemente é mal visto. A entrevista se torna confusa, desorganizada, e perde o foco.

Manter a calma e ser espontâneo durante a entrevista é o ideal. As informações devem ser ditas naturalmente e não decoradas. O grande erro dos candidatos é tentar dizer o que o entrevistador quer ouvir. Agir dessa forma invalida todo o processo. Uma resposta decorada é perceptível aos ouvidos do bom entrevistador.

Uma das exigências do mercado de trabalho é o conhecimento de uma segunda língua. É comum o candidato, mesmo sem possuir o domínio do idioma, ressaltar no currículo que possui fluência ou nível avançado. Durante um processo de recrutamento, a verdade deve sempre ser dita. O entrevistador considera muito mais a pessoa que admite que não sabe, mas gostaria muito de aprender, àquela que tenta enganar, ressaltar qualidades que não possui. Não há problema em dizer que desconhece determinado assunto se é algo que não entende. Caso não saiba, não deve inventar.

 

 

> O QUE FAZER DURANTE UMA ENTREVISTA

Por mais qualificado que você seja, os bons atributos estampados no seu currículo podem não significar nada se a entrevista for um fracasso. Para ajudá-lo a conquistar o entrevistador no curto tempo de conversa, listamos algumas posturas que facilitam a tarefa. Confira o que você pode fazer para aumentar suas chances.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

1. Perguntar sobre a vaga

Fazer perguntas sobre o posto de trabalho não é errado. Ao contrário, isso demonstra seu interesse pela vaga. Questões como ”quais seriam as minhas responsabilidades aqui?” ou ”que tipos de projetos eu desenvolveria?” mostra que o candidato está pronto para atuar na empresa.

2. Mostrar atitude positiva e pró-atividade

Nada de postura apática. O que toda empresa procura é um profissional com garra e animado para executar novos projetos. Mostre que você tem foco no resultado, evitando dizer que deseja ser contratado para aprender mais dentro da companhia.

3. Ser objetivo e claro nas respostas

Uma vez que o candidato sabe o que o entrevistador quer, o ideal é dar uma resposta pontual. Histórias longas ou que fujam do foco da pergunta devem ser evitadas. Nesse momento também é aconselhável estar atento ao vocabulário. Gírias, vícios de linguagem e gerundismos estão proibidos.

4. Demonstrar interesse específico

O entrevistador deve sentir que o candidato realmente quer trabalhar naquela empresa e não que ela é só mais uma de suas muitas opções. Quando surgir a oportunidade, diga que você gostaria muito de fazer parte daquela companhia e, caso surja a pergunta ”por que você quer essa vaga?”, responda sem titubear “porque eu posso desempenhar muito bem essa função”.

O QUE VOCÊ NÃO PODE FAZER

1. Deixar o celular ligado

Apesar de parecer óbvio, acontece com freqüência. Às vezes a pessoa atende só para dizer que não pode falar naquele momento. Para evitar problemas, o melhor é desligar o aparelho quando chegar ao local da entrevista e só ligar novamente quando a conversa já tiver acabado.

2. Exagerar no visual

Muita maquiagem, muito perfume ou muita bijuteria podem causar estranheza no entrevistador. A pessoa deve se vestir conforme o cargo que vai ocupar e como pretende ir trabalhar caso seja admitida.

3. Criticar o emprego e o chefe anterior

Mesmo que seja verdade, o candidato nunca deve falar mal dos seus trabalhos anteriores. Não vai causar uma boa impressão no entrevistador, além de mostrar falta de ética do profissional.

4. Enfrentar o entrevistador

Discordar de quem está conduzindo a entrevista acontece, mas o que deve ser evitado a todo custo é uma postura petulante. Caso tenha uma opinião diferente, você pode se expressar de forma educada, mas sem criar um conflito com o entrevistador. O erro não é se expressar, e sim a forma com que a pessoa se expressa.

 

 

> DICAS PRECIOSAS PARA UMA BOA ENTREVISTA

 

  • Levar sempre um currículo atualizado;

 

  • Usar roupas alinhadas e adequadas para a entrevista de emprego, sem excessos e exageros. As mulheres devem evitar decotes e usar maquilagem discreta. Os homens, cabelos e barbas cortados e feitos, unhas limpas e aparadas;

 

  • Não se atrasar e nem se adiantar demais para a entrevista. O ideal é chegar 15 minutos antes do horário marcado;

 

  • Você pode estar sendo avaliado e observado desde o momento que chegar na empresa, portanto: desligue o celular, trate com educação todas as pessoas que encontrar, evite fumar, mascar chiclete ou roer as unhas e cuide da postura, mantendo-se sempre ereto;

 

  • Não se coloque como íntimo do entrevistador. A relação entre vocês é meramente profissional. Por isso exclua os tapinhas nas costas, piadas e gracinhas;

 

  • Não fale mal das empresas que você já trabalhou. Isso também vale para os ex-chefes e colegas de trabalho;

 

  • Não fale gírias e nem palavrões durante a entrevista, por mais informal que seja o entrevistador;

 

  • Tenha confiança, demonstre energia, entusiasmo e disposição em conseguir a vaga e começar a trabalhar;

 

  • Escute, com atenção, as perguntas do entrevistador e responda com segurança. Se não souber não tente inventar uma resposta. Diga, simplesmente, que não possui uma idéia formulada sobre o assunto;

 

  • Seja claro e objetivo quando falar das suas experiências profissionais. Elas são importantíssimas, inclusive “bicos”, trabalhos temporários, autônomos ou cooperativados e

 

  • Não represente um papel e nem tente parecer o que não é.


SEJA SEMPRE VOCÊ MESMO!